Postagens

Mostrando postagens de Março 5, 2017

Reação controlada por luz transforma CO2 em combustível

Imagem
Reação controlada por luz transforma CO2 em combustívelRedação do Site Inovação Tecnológica -  07/03/2017 O efeito da luz sobre as partículas em nanoescala é dirigido por quasipartículas conhecidas como plásmons de superfície. [Imagem: Chad Scales] Nanocatalisador Um catalisador sintetizado na forma de minúsculas nanopartículas converte dióxido de carbono (CO2) em metano usando apenas luz ultravioleta como fonte de energia. Os químicos têm procurado há muito tempo um fotocatalisador eficiente para acelerar essa reação porque isso pode ajudar a reduzir os níveis crescentes de dióxido de carbono em nossa atmosfera, convertendo-o em metano que, apesar de ser um gás de efeito estufa ainda mais poderoso, é também um componente-chave para muitos tipos de combustíveis, ou pode ele próprio ser usado diretamente como combustível. Outra grande vantagem do processo é que praticamente não são gerados produtos secundários indesejáveis na reação, como o monóxido de carbono. Essa forte seletividade …

Lasers móveis em cima dos racks tiram fios dos data centers

Imagem
Informática Lasers móveis em cima dos racks tiram fios dos data centersRedação do Site Inovação Tecnológica -  01/03/2017 Este é um receptor, que captura o sinal infravermelho e o envia para o destino por meio de um cabo de fibra óptica (direita). [Imagem: Patrick Mansell/Penn State]






Link óptico infravermelho As grandes centrais de dados (data centers), as manifestações concretas da "nuvem", aparecem nas fotos com um aspecto asséptico e organizado, quase com a cara de um hospital. Mas não se engane. Por trás e por baixo dos sistemas de armazenamento e dos servidores há um emaranhado de fios que faria a mais desorganizada oficina de bicicletas parecer uma UTI. Wi-Fi ou quaisquer outras tecnologias sem fios à base de rádio não servem para substituir essa maçaroca de fios porque testes mostraram que a interferência é grande demais, bem como a largura de banda insuficiente para as exigências da nuvem. Agora, uma equipe de engenheiros dos EUA está propondo trocar toda essa fiação…

Microscópio da nanotecnologia agora cabe dentro de um chip

Imagem
Nanotecnologia Microscópio da nanotecnologia agora cabe dentro de um chipRedação do Site Inovação Tecnológica -  02/03/2017 O microscópio de força atômica em um chip mede cerca de 1 centímetro quadrado, com o MEMS conectado a uma placa de circuito do tamanho de um cartão de crédito. [Imagem: University of Texas at Dallas] Microscópio e preço miniaturizados Um microscópio de força atômica, um dos instrumentos que viabilizaram a nanotecnologia e que hoje custa meio milhão de dólares, agora cabe dentro de um chip. A miniaturização foi possível com o uso de um MEMS (Microelectromechanical System), um sistema microeletromecânico. "Uma versão educacional [de um microscópio de força atômica] custa entre US$30 mil e US$40 mil, e um de nível laboratorial pode passar dos US$500 mil. Nossa abordagem MEMS para o microscópio de força atômica tem o potencial para reduzir significativamente a complexidade e o custo do instrumento," disse o professor Reza Moheimani, da Universidade do Texas…

Pulsar é mil vezes mais brilhante que teoria diz ser possível

Imagem
Pulsar é mil vezes mais brilhante que teoria diz ser possívelRedação do Site Inovação Tecnológica -  01/03/2017 Ilustração artística de um pulsar emissor de raios X. O material que flui da estrela companheira forma um disco ao redor da estrela de nêutrons que é truncado na borda da magnetosfera do pulsar.[Imagem: NASA/Dana Berry] Além das teorias Astrônomos identificaram um pulsar que é mil vezes mais brilhante do que se pensava ser possível. A luminosidade máxima dessa estrela giratória excede o chamado limite de Eddington, o máximo teórico estabelecido pelo equilíbrio entre a força da radiação que atua para fora e a força gravitacional que atua para dentro. Como resultado, ela está consumindo material tão rápido que emite mais raios X do que qualquer outro corpo celeste similar. Ela é 10 vezes mais brilhante em raios X do que o registro anterior - em apenas um segundo, a estrela emite a mesma quantidade de energia liberada pelo nosso Sol em 3,5 anos. De acordo com Gian Luca e seus c…