Postagens

Mostrando postagens de Julho 24, 2016

Descoberta nova população de planetas isolados e estrelas frias

Descoberta nova população de planetas isolados e estrelas frias: O nosso resultado é para mim como um espreitar para uma nova era da formação planetária e estelar. COMERCIAL PYRAMON

Conceito de usina híbrida solar-fóssil é aprovado

Conceito de usina híbrida solar-fóssil é aprovado: Com o término da validação, os parceiros se preparam para a instalação de usinas similares de porte comercial em toda a Europa. COMERCIAL PYRAMON

Resíduo de chá vira substituto do couro animal

Resíduo de chá vira substituto do couro animal: A indústria da moda não apenas gera uma grande quantidade de resíduos, como frequentemente se depara com protestos de entidades defensoras dos animais. COMERCIAL PYRAMON

Emissões de CO2 viram pedra quando gás é enterrado

Emissões de CO2 viram pedra quando gás é enterrado: Outro resultado animador foi a velocidade do processo: uma questão de meses. COMERCIAL PYRAMON

Atração da Lua e do Sol contribui para causar terremotos

Atração da Lua e do Sol contribui para causar terremotos: Os tremores de terra parecem ser desencadeados pela gravitação, que comprime e estica a crosta da Terra. COMERCIAL PYRAMON

Astronautas treinam para missão espacial em caverna

Astronautas treinam para missão espacial em caverna: A equipe de seis astronautas da China, Japão, EUA, Espanha e Rússia passou seis dias simulando uma missão de exploração em outro planeta. COMERCIAL PYRAMON

Estrelas binárias disparam raio pulsante misterioso

Estrelas binárias disparam raio pulsante misterioso: Astrônomos descobriram um novo tipo de sistema binário tão exótico que está difícil desvendar o que realmente está acontecendo por lá. COMERCIAL PYRAMON

Estrelas binárias disparam raio pulsante misterioso

Imagem
Estrelas binárias disparam raio pulsante misteriosoCom informações do ESO -  28/07/2016 A anã branca em rotação rápida (à direita) acelera elétrons até quase a velocidade da luz. Estas partículas atingem a anã vermelha (à esquerda), fazendo com que todo o sistema pulse drasticamente a cada 1,97 minuto. [Imagem: M. Garlick/University of Warwick/ESO] Binário misterioso Astrônomos descobriram um novo tipo de sistema binário tão exótico que está difícil desvendar o que realmente está acontecendo por lá. O sistema estelar AR Scorpii, ou AR Sco, situado na constelação do Escorpião, a 380 anos-luz de distância da Terra, é composto por uma anã branca, do tamanho da Terra mas com cerca de 200 mil vezes mais massa, e por uma anã vermelha fria, com um terço da massa do Sol. Elas estão muito próximas uma da outra, orbitando-se mutuamente a cada 3,6 horas. Desse sistema emerge um pulso de radiação de espectro muito largo, indo do ultravioleta até as ondas de rádio. Esse pulso brilha como um farol,…

Astrônomos captam linha de neve ao redor de estrela

Imagem
Astrônomos captam linha de neve ao redor de estrelaCom informações do ESO -  18/07/2016 Esta concepção artística mostra a linha de neve de água em torno da estrela V883 Orionis, detectada pela primeira vez pelo radiotelescópio ALMA. [Imagem: A.Angelich/(NRAO/AUI/NSF)/ALMA] Neve espacial O radiotelescópio ALMA, no Chile, obteve a primeira observação clara de uma linha de neve de água no interior de um disco protoplanetário. Essa linha marca o lugar onde a temperatura no disco que rodeia uma estrela jovem diminui o suficiente para que se possa formar neve. O aumento drástico no brilho da jovem estrela V883 Orionis aqueceu a região interior do disco, empurrando a linha de neve de água para uma distância muito maior do que o que é normal numa protoestrela, permitindo assim que a neve cósmica fosse observada pela primeira vez. Discos protoplanetários As estrelas jovens encontram-se muitas vezes rodeadas por densos discos de gás e poeira em rotação, os chamados discos protoplanetários, a par…

Fosforeno apresenta vibrações que alteram a luz

Imagem
Nanotecnologia Fosforeno apresenta vibrações que alteram a luzCom informações da Agência Fapesp -  18/07/2016 As cores na borda superior da amostra de fosforeno indicam a intensidade de vibração dos átomos, que é maior nas áreas em vermelho, e menor, nas áreas azuladas. [Imagem: MackGraphe] Fosforeno Um grupo de físicos brasileiros observou pela primeira vez como os átomos vibram nas bordas de um material de dimensões nanométricas feito exclusivamente a partir do elemento químico fósforo. Conhecido como fosforeno, ou fósforo negro, esse material não é encontrado na natureza. Ele foi sintetizado pela primeira vez em 1914, mas suas propriedades com potencial aplicação em nanotecnologia só começaram a ser descobertas dois anos atrás, exatamente um século mais tarde. Em 2014, uma equipe holandesa mostrou que o fósforo negro em camadas monoatômicas poderia ser usado em células solares. Hoje já se sabe que essa possibilidade de uso é bem maior, e se ampliou agora com a demonstração de que o…

Eletrônica atômica atinge dimensões práticas

Imagem
Eletrônica atômica atinge dimensões práticasRedação do Site Inovação Tecnológica -  18/07/2016 A nova técnica gerou circuitos eletrônicos práticos com vários centímetros de comprimento. [Imagem: Mervin Zhao et al. - 10.1038/nnano.2016.115] Eletrônicos feitos quimicamente Em um avanço que ajuda a abrir o caminho para uma nova geração de eletrônicos e tecnologias de computação - e, possivelmente, aparelhos finos como papel -, engenheiros desenvolveram uma maneira de montar transistores e circuitos com apenas alguns átomos de espessura. Em vez da tradicional litografia usada pela indústria eletrônica, os componentes e circuitos são montados quimicamente. Melhor ainda, a técnica gera estruturas funcionais em uma escala grande o suficiente para que se comece a pensar em aplicações realistas e escalabilidade comercial. "Este é um grande passo rumo a uma forma escalável e repetível para construir eletrônicos com espessura atômica ou acondicionar mais poder de computação em uma área meno…

Naftalina viabiliza computador quântico a temperatura ambiente

Imagem
Naftalina viabiliza computador quântico a temperatura ambienteRedação do Site Inovação Tecnológica -  19/07/2016 A naftalina (à esquerda) e o pó resultante de sua queima - esse pó negro mantém os qubits estáveis a temperatura ambiente. [Imagem: Mohammad Choucair] Cheiro de coisa nova Nada pode parecer mais contraposto do que a tradicional naftalina, associada com coisas velhas, e os computadores quânticos, associados com o futuro da tecnologia da informação. Por uma daquelas inexplicáveis ironias da história, contudo, a naftalina pode ser a grande responsável pela viabilização dos computadores quânticos práticos. Tudo se deve a que, no âmbito da mecânica quântica, as partículas se agitam constantemente e interferem umas com as outras e com o ambiente. Como na computação quântica os dados são guardados nessas partículas, que funcionam como qubits, para manter esses dados estáveis tempo suficiente para que eles sejam usados nos cálculos é necessário "acalmar" as partículas, re…